Campanha incentiva adoção de Sistema de Gestão de Energia e certificação ISO 50.001

O Ministério de Minas e Energia (MME) anunciou o lançamento de uma campanha de adoção ao Sistema de Gestão de Energia (SGE) por empresas e órgãos públicos. A estratégia visa tornar o consumo energético mais eficiente e reduzir o consumo total de energia. Três vídeos apresentam casos de sucesso e os benefícios da certificação ISO 50.001, uma ferramenta prática que apoia as organizações na implantação de um SGE bem estruturado e de acordo com a realidade da instituição.

O SGE é um conjunto de procedimentos e atividades que podem ser implementados por qualquer tipo de organização, seja industrial, comercial, administrativa ou de serviços. O resultado aparece na forma de economia financeira e redução de emissões de gases do efeito estufa.

Além de orientar a implementação, manutenção, revisão e melhoria do SGE, a norma ISO 50.001 traz diretrizes sobre segurança, desempenho e eficiência energética e pode ser aplicada por qualquer organização, independentemente de fatores geográficos ou do porte da empresa, setor de atuação e produtos ou serviços oferecidos.

“Qualquer empresa pode implantar um Sistema de Gestão de Energia. Seguindo a norma ISO 50.001, as empresas podem identificar oportunidades de melhoria no seu desempenho energético e, com medidas simples, implementar procedimentos mais eficientes, dinâmicos e de fácil monitoramento, resultando diretamente em menos gastos com energia”, explica a analista de infraestrutura do MME, Alexandra Maciel.

As atividades de disseminação de SGE e ISO 50.001 são realizadas pelo MME no âmbito do Projeto Sistemas de Energia do Futuro, desenvolvido conjuntamente com a Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

Mais informações sobre o tema e os vídeos da campanha estão disponíveis na página do SGE e ISO 50.001.

*Com informações do Ministério de Minas e Energia

Fonte: Procel Info – 18/06/2021

Esta notícia não é de autoria de Leandro Rudnicki, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.