Aplicações da realidade virtual e aumentada no setor de energia elétrica

As redes de distribuição de energia elétrica são estruturas fundamentais em um centro urbano. É só imaginarmos a quantidade de serviços, indústrias e atividades que movimentam a cidade e sua economia para repararmos na importância de um sistema confiável e íntegro.

Com o aumento da concentração populacional nas grandes cidades, as redes de distribuição correm o risco de se tornarem sobrecarregadas e pouco eficientes. E é nesse contexto que a digitalização dos sistemas pode oferecer as saídas necessárias para oferecer um serviço mais moderno, confiável, estável e sustentável.

Neste post, veja o que se desenha no futuro do setor de energia elétrica e quais são as principais aplicações da realidade virtual e aumentada neste segmento. Acompanhe!

O FUTURO DO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA

A digitalização da rede de distribuição de energia elétrica une um conjunto de tecnologias de ponta e sistemas que buscam facilitar a gestão da energia das grandes cidades. Sensores inteligentes, máquinas, equipamentos e outros componentes ganham um novo papel, coletando e compartilhando dados em tempo real.

Ao serem processadas com o auxílio de Inteligência Artificial (IA) e outras tecnologias, essas informações são transformadas em conhecimento para melhorar a qualidade dos serviços prestados à comunidade. Esse avanço permite às empresas um controle muito maior sobre a gestão do sistema, aumentando sua capacidade preditiva e agilizando a resposta a quaisquer tipos de eventos.

Mas a digitalização da rede de distribuição de energia elétrica não se resume apenas a ferramentas para facilitar o gerenciamento do sistema. As novas tecnologias trazem benefícios também para as operações de campo, fornecendo dados mais precisos para os técnicos, o que possibilita uma atuação muito mais preventiva do que corretiva.

Além disso, todo o processo de treinamento dos profissionais que vão a campo também passa por transformações, e a capacitação dos trabalhadores se torna muito mais segura, assertiva e de melhor qualidade. Como resultado, as ocorrências e manutenções são realizadas com mais precisão e expertise.

APLICAÇÕES DA REALIDADE VIRTUAL E AUMENTADA NO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA

Para entendermos melhor as possibilidade e aplicações da realidade virtual e aumentada no setor de energia elétrica, vamos vê-las separadamente:

REALIDADE AUMENTADA

A Realidade Aumentada (AR) permite a visualização de imagens sobrepostas ao ambiente real por meio das câmeras de smartphones e tablets ou dispositivos chamados de smartglasses, os quais podem ser acoplados nos capacetes dos técnicos para que a manutenção seja mais eficiente e segura.

As equipes podem usar essa ferramenta em uma operação de campo, tendo acesso a conteúdos relacionados às atividades que estão realizando. Esses conteúdos – diagramas, curvas de operação, vídeos, procedimentos de segurança, manuais, entre outros – podem ser adaptados às necessidades de cada eletricista. Assim, a AR tem o potencial de ajudar o técnico em serviços como manutenção, comissionamento, proteção e operação.

Além disso, outro excelente exemplo é o uso destas ferramentas para o auxílio na manutenção de medidores eletrônicos. Desta forma podemos facilmente monitorar o consumo em tempo real. Esse monitoramento é realizado a partir da leitura de um QR Code no frontal do medidor, o qual, após sua leitura, fornecerá ícones interativos que mostram o status do consumidor e também do medidor.

A Realidade Aumentada também pode atuar em conjunto com outros sistemas para fornecer uma representação digital da rede. Esse desenvolvimento pode ser aplicado, por exemplo, a redes subterrâneas, que, por sua vez, podem ser compartilhadas com outras empresas prestadoras de serviço e que utilizam a mesma infraestrutura, como gás e telecomunicações.

Outro benefício da AR é a possibilidade de Assistência Remota, em que os serviços são assistidos com interação, em tempo real, por meio de smartphones ou smartglasses, ajudando coordenadores e supervisores com o gerenciamento de sua equipe. Essa interação pode ser mostrada em tempo real para o eletricista de campo. Dessa forma, setas, círculos, destaques e qualquer tipo de recurso visual podem ser mostrados com Realidade Aumentada.

Sendo assim, alguns dos principais benefícios do uso da AR para as operações de campo são:

  • Assistência remota interativa;
  • Avaliação do perfil para melhorar os serviços de energia;
  • Melhoria do monitoramento do supervisor e coordenador de sua equipe de campo;
  • Melhoria nas soluções de contingência;
  • Menor número de técnicos especializados em campo;
  • Monitoramento e gerenciamento de consumo por meio das bandeiras tarifárias e estudos do gerenciamento pelo lado da demanda (GLD);
  • Planejamento de reforços da rede com mais assertividade;
  • Reconhecimento de perfil do consumidor em tempo real;
  • Solução de dúvidas mais rápida;
  • Solução de problemas mais rápida entre muitas medições inteligentes.

REALIDADE VIRTUAL

Antes de ir a campo, todas as equipes passam por treinamentos em Realidade Virtual (VR). Trata-se de um sistema de computador, em que o usuário tem controle total e interativo sobre o ambiente virtual 3D em que é imerso. Assim, treinamentos e procedimentos de risco podem ser realizados em uma situação controlada e livre de perigos.

Treinamentos de tarefas como a substituição de disjuntores de alta voltagem, que costumam envolver uma série de manuais e exercícios práticos ao longo de dias e com a presença de inúmeros profissionais, hoje podem ser feitos em apenas alguns minutos, em um ambiente virtual livre de riscos.

Com a VR, o técnico pode repetir as tarefas quantas vezes achar necessário até que se chegue à perfeição. Assim, com o auxílio dessa tecnologia, o profissional aprende a sequência correta das atividades que deve realizar em campo, aumentando a segurança durante os procedimentos no “mundo real”.

Além disso, o trabalho dos supervisores também é otimizado com a Realidade Virtual. Isso porque, além de não precisarem se afastar das suas atividades para se dedicar a dias e dias de treinamentos, eles passam a ter total controle sobre a situação e realidade de cada técnico.

Com o auxílio de sensores, é possível monitorar o comportamento dos trabalhadores, ajudando a decidir quem está mais apto a realizar cada tipo de trabalho. Novamente, isso colabora para reduzir riscos e aumentar a segurança de todos os envolvidos na gestão dos ativos do sistema.

Sendo assim, os principais benefícios do uso da Realidade Virtual para as atividades de campo são:

  • Aprendizado ativo;
  • Eliminação de uso de material escasso;
  • Emissão de relatórios de treinamento;
  • Execução de atividades complexas;
  • Feedbacks em tempo real;
  • Monitoramento de desenvolvimento e avaliação de desempenho;
  • Operação arriscada em ambiente controlado;
  • Percepção de risco e incertezas da atividade;
  • Possibilidade de avaliações psicossociais;
  • Possibilidade de mudança de cenário;
  • Rápido aumento da capacidade cognitiva dos usuários.

Fonte: Fundação CERTI – Marcos Izumida – 10/03/2021

Esta notícia não é de autoria de Leandro Rudnicki, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.