Paranacidade reforça necessidade de projetos urbanos sustentáveis

As perspectivas econômicas, a partir da crise do coronavírus, confirmam a necessidade de mudanças na hora de escolher qual projeto é o mais adequado na área do desenvolvimento urbano, segundo o superintendente executivo do Paranacidade, Álvaro Cabrini.

É o caso, diz Cabrini, do programa Ilumina Paraná, que propõe a troca dos Sistemas de Iluminação Pública por sistemas com maior eficiência energética. O programa é desenvolvido pelo Paranacidade, que é vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas.

“Investir os recursos públicos em projetos sustentáveis é, agora, ainda mais importante do que antes. Estamos falando não apenas da redução dos gastos com o uso da energia. Um projeto como esse traz outros benefícios para a população, como o estímulo à economia local na sua execução. Uma ou mais empresas serão contratadas e empregos gerados”, afirma Cabrini.

O Programa Ilumina Paraná tem como objetivo aumentar a eficiência energética na iluminação pública municipal. Para isso, há uma linha de crédito especial às prefeituras, para que possam fazer a substituição das luminárias tradicionais por outras, mais eficientes, que utilizam tecnologia LED.

Os projetos, com operação da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e Paranacidade, são financiados com recursos da Fomento Paraná ou do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

IMPACTOS – Cabrini lembra que previsões de economistas, em especial do Banco Mundial, apontam para dificuldades na atividade econômica no período pós-pandemia, o que torna imprescindível a escolha de propostas que visem otimizar a aplicação de recursos e a sustentabilidade.

“Os impactos promovidos pelo coronavírus mostram que já estamos em um mundo diferente, onde, cada vez mais, será imprescindível fazer as melhores escolhas tanto do ponto de vista financeiro quanto do social”, diz ele.

 “Este é um bom momento para promover a inclusão e alinhar as iniciativas públicas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas”, afirma.

O Ilumina Paraná se alinha ao ODS 7, que trata da eficiência energética, e ao ODS 8, sobre o trabalho e o crescimento econômico. “E os recursos economizados podem ser aplicados em outras áreas da gestão municipal”, defende o articulador dos ODS no Paranacidade, Geraldo Luiz Farias.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná – 07/05/2020

Esta notícia não é de autoria de Leandro Rudnicki, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.